| | | 百度

Governo brasileiro afirma que já se observa recupera??o na economia, embora inferior à desejada

2019-03-26 11:06:49丨portuguese.xinhuanet.com
百度 据《日本时报》3月15日报道,对36家京都市主要酒店进行的调查显示,2017年外籍游客占其总接待量的%,创2014年开始调查以来的最高纪录。

Rio de Janeiro, 5 mai (Xinhua) -- O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Servi?os do Brasil, Marcos Pereira, afirmou na quarta-feira que já se nota na economia nacional uma recupera??o e a saída da grave recess?o que vive o país, embora tenha admitido que o ritmo da retomada ainda é inferior ao desejado pelo governo.

"Quando assumimos o governo, n?o havia nenhuma perspectiva de que a economia brasileira voltasse a crescer t?o cedo. Esperávamos a continuidade da recess?o e da queda do Produto Interno Bruto (PIB), disse Pereira em declara??es no Rio de Janeiro, em uma alus?o à queda de 3,8% do PIB registrada em 2015, a maior em 25 anos e que se manteve em 2016 com menos de 3,6%.

O ministro ressaltou que, no ano passado, a economia já conseguiu um desempenho melhor do que o esperado pelas previs?es pessimistas, apesar de fechar no vermelho. O PIB, que segundo essas previs?es, deveria ter caído 3,8% em 2016, caiu 3,6%.

Além disso, acrescentou, já existe uma previs?o de crescimento para 2017. "N?o é aquilo que gostaríamos", destacou, embora tenha concluído que é bom para o país que os resultados sejam melhores que o esperado.

Segundo Pereira, para que a economia tenha melhor desempenho, é necessário que o país aprove as reformas estruturais.

Para o ministro, tais reformas propostas pelo governo do presidente Michel Temer permitir?o recuperar o crescimento da maior economia da América Latina.

No mesmo dia das declara??es de Pereira, o governo divulgou que a produ??o da indústria brasileira caiu 1,8% em mar?o em compara??o com o mesmo mês do ano passado, um reflexo da crise econ?mica que vive o país.

A indústria brasileira registra 3 anos seguidos de crescimento negativo, ao baixar sua produ??o em 6,6% em 2016.

Fale conosco. Envie dúvidas, críticas ou sugest?es para a nossa equipe através dos contatos abaixo:

Telefone: 2019-03-2605-0795

Email: portuguese@xinhuanet.com

010020071380000000000000011100001362592651
百度